Todas as notícias

“Estou apaixonado por minha empresa e me sinto muito valorizado”

Publicado 12.2.2024

Alberto Molinero é Power Plants Director na sede de Sevilha, na Espanha. Neste artigo, ele nos conta como uma viagem de duas semanas à Argentina mudou o rumo de sua carreira e de sua vida.

 

“Quando eram jovens, meus pais se mudaram para Madrid e lá minha irmã e eu nascemos”, começa contando Alberto Molinero, Power Plants Director do escritório de Techint Engenharia e Construção em Sevilha, Espanha.

Alberto estudou Engenharia Industrial em ICAI, Universidade Pontifícia de Comillas. Embora, no início, tenha escolhido esta carreira seguindo os passos de sua irmã, que também é engenheira e que mora atualmente no Egito, descobriu um potencial nas energias renováveis que mudaria o rumo de sua trajetória profissional.

“Primeiro fiz engenharia técnica, onde desenvolvi um projeto eólico, e depois passei para a engenharia superior, onde trabalhei em um solar. Ou seja, já desde a faculdade estava muito envolvido com o tema das energias renováveis”, comenta Molinero.

Depois de se formar, surgiu uma oportunidade de trabalho em Abengoa, em Sevilha, bem perto de Cádiz, cidade portuária para onde seus pais tinham se mudado. Trabalhou 10 anos na área de Desenvolvimento de Negócios, onde conheceu sua esposa Amanda, e pôde percorrer mais de 25 países: Polônia, Ucrânia, Rússia, Grécia, Canadá, Estados Unidos, México, Chile e Colômbia, dentre muitos outros. “É claro, tudo isso potencializou não apenas minha faceta técnica, mas também a comercial”.

O que Alberto não imaginava era que sua vida daria uma virada inesperada quando Techint E&C contatou Abengoa para colaborar em um projeto de uma central térmica na Argentina. Esteve duas semanas no país, trabalhando com uma equipe liderada por Quique Schvartz, Miguel Votta, os quais ele define como “pessoas históricas de um seniority brutal”.

Ao voltar à Espanha, recebeu uma chamada para ver se estava interessado em fazer parte da companhia. “Tinha muitas dúvidas, mas foi minha esposa que me convenceu de que era uma boa oportunidade para crescer”, disse Alberto. Desse modo, em 2017, se mudaram para Buenos Aires, enfrentando desafios culturais e pessoais, mas com uma firme determinação que o ajudou a se adaptar e a prosperar. “Apesar da incerteza, isso mudou minha vida e me deu uma experiência que valorizo enormemente”, afirma.

“Pelo menos para mim, o lema ‘paixão por fazer’ se encaixa perfeitamente e me encanta. Estou apaixonado por minha empresa e me sinto muito valorizado”.

Alberto não cresceu apenas profissionalmente, mas também em nível pessoal: “Acho que agora sou uma pessoa muito mais completa e grande parte disso tem a ver com o fato de ter aceitado o desafio de ter se transladado”. Na Argentina, descobriu a riqueza natural e humana do país: “A Argentina é um diamante em estado bruto. Possui a beleza e o potencial”, afirma.

 

Pandemia e regresso

Em 2020, a pandemia da COVID-19 adiantou seu regresso à Espanha, embora não tenha sido uma mudança drástica para ele. “Em janeiro de 2019, a partir de Engenharia, juntamente com Pedro Napoletano, Chief Engineering Officer, criamos a sede de Sevilha e eu viajava periodicamente porque toda a minha equipe estava trabalhando na Argentina”.

Atualmente, a equipe de Engenharia de Sevilha está composta por 11 integrantes, todos especialistas em energias renováveis e convencionais, mas essa é outra história que merece ser contada separadamente.

Últimas notícias

Saiba mais